Revendo conceitos, combatendo heresias e defendendo a fé original
** Deseja nos enviar uma crítica, dúvida ou sugestão? Visite a Página de Contato e deixe seu recado! Faça seus estudos bíblicos rápidos de maneira prática e eficaz... conheça nosso recurso online para Estudo Pessoal!
O artigo "Doutrina de Demônios", que por muito tempo foi o mais lido do blog, está sendo reescrito! Por se tratar de um artigo extenso, será repostado em partes. Aguarde!
Para acompanhar novos artigos, curta nossa página no Facebook ou nos siga no Twitter.

Santos ≠ Anormais

Santidade não é opressão


Jesus era um cara normal. Jesus foi morto por ser normal. Foi morto por se recusar a viver na religiosidade. Não rodopiava por aí muito menos se abstinha de viver. Bebia, ia em festas. Tinha grandes amigos. Vivia sua espiritualidade no cotidiano. Não fazia questão de ser conhecido. Muito menos se dizia santo, mas deixava que Deus revelasse aos outros sua santidade, por meio de obras de amor. Não tinha templos, mas visitava um templo da qual era contra por... mero costume. E seja por onde ia, ele pregava o amor. Ele pregava a felicidade. Ele pregava valores essenciais que não nos reprimem muito pelo contrário nos libertam.
Santidade não te tira normalidade, o que tira tem outro nome: hipocrisia. E essa hipocrisia, vinda de uma repressão enorme, só faz mal. Faz muito mal. Faz mal à sua espiritualidade, à sua vontade de fazer o bem, à sua própria saúde mental e física. E não é esse o desejo de Deus, Deus não odeia seus seguidores. Ele não quer colocar jugo pesado nas suas emoções.
A mensagem de Jesus nunca foi “não coma, não beba, não mexa, não veja nem ouça” mas tão somente: “ame”. Aquele que ama, é sincero em fazer o bem, é fiel, valoriza a vida do próximo, não faz acusações falsas, enfim... tudo que é preciso para ser SANTO, gera em torno do AMOR e não da autorrepressão.
Se existe algo que você precisa “renunciar”, é sua religiosidade. Paulo afirma aos Gálatas, que quem está “caído” é justamente aquele que deseja viver sob regras... da bíblia. A graça só nos ensina a amar... e diz que isso já resume e cumpre qualquer coisa que seja preciso para ser próximo de Deus. Deus é amor.
Então bora conhecer mais a mensagem daquilo que você diz seguir. Jesus é gente boa, seus seguidores que ferram tudo, deturpam sua mensagem de uma maneira ridícula.. invertem todos os conceitos de santidade, mundo, negação do eu, etc. E se tem algo que Jesus odiava era justamente essa religiosidade que nada tem a ver com o que realmente basta e importa.

Santidade não é viver na mentira, é viver a realidade na sinceridade e no amor.
Se separe desse mundo egoísta e hipócrita... ame a Deus e igual a isso ame ao próximo e seja você mesmo.
______________________________________________________________________


Autor: Gleison Elias

Nenhum comentário:

Postar um comentário